Produtos

Como equipar um veleiro de regata.

Descrição

Como equipar um veleiro de regata.

Começo com o que mais interessa para um velejador de regatas: dados e mais dados com precisão.

A principal diferença entre uma instalação de equipamentos B&G em um barco de cruzeiro para um de regatas está justamente no processador Hydra 5000 que possibilita chegar a quase perfeição referente a dados de vento real e aparente, quanto ao angulo, direção e velocidade. Também a velocidade sobre a água e o rumo.

Calibrações.

O vento aparente só é calibrado quanto ao alinhamento do sensor à linha de centro do barco.

A calibragem do vento real é feita velejando em ângulos predefinidos e verificando se a leitura está correta, deduzindo ou somando a diferença mostrada. Esta diferença é causada pela interferência da vela no tope do mastro principalmente no vento em popa quando é produzido um vórtex considerável. Também a torção do mastro produz um leitura incorreta.

A calibração da velocidade do barco é feita com a milha corrida ou outra distancia conhecida. Esta maneira é a mais precisa e não importa a correnteza, desde que esteja paralela ao rumo do barco, uma vez que o processador faz as contas contando que o barco está em uma velocidade (RPM do motor constante) e navegando em linha reta.

Depois faz se a calibragem da velocidade com o barco adernado a 10º e 20º preenchendo a tabela abaixo.

A próxima é a bússola que faz uma calibragem automática, bastando navegar em circulo mantendo uma viragem de 2 a 3 graus por segundo, perfazendo um giro de 390º em aproximadamente 160 segundos.

Agora sim temos o sensores prontos para a calibragem do vento real.  Isto é só em exemplo para terem uma base do que o H5000 faz. Para maiores informações, baixe o manual aqui

Ao H5000 adiciona-se mais sensores:
MOTION é um sensor de movimentos em 3D instalado de preferência ao pé do mastro e informado a altura do mastro desde a linha d’água até a veleta.  Este sensor então envia dados ao H5000 que calcula qual o movimento no topo do mastro para levar em conta qual o resultado que deve suprimir do angulo e velocidade do vento aparente causado por este movimento, principalmente em dia de pouco vento e muita onda.  Este também serve para calcular a deriva conforme a inclinação do barco.

Existem 4 entradas analógicas que podem ser ligadas a um medidor de pressão de estai por exemplo.

Manual de instalação aqui.

A entrada USB é para fazer update do software.

A conexão Ethernet é para conectar a um PC por onde deve se fazer toda a calibragem e editar tabelas como curva polar e tabela de target TWA e target Speed.

Para mostrar todos estes dados existem os monitores Triton2 , o menor deles que é uma tela gráfica que pode se escolher entre várias telas com dados gráfico, numéricos ou ambos. A seguir o monitor Race display uma tela já maior, de 5 polegadas com duas linhas de dados alfa numéricos. Também com páginas pré concebidas que podem ser modificadas escolhendo os dados que de maior interesse.
O próximo é o Graphic display também com 5 polegadas de tela gráfica colorida.
Por ser gráfica, pode mostrar a linha de largada com várias informações essenciais e também a tela Sailsteer.
É também um meio para entrar com dados no H5000 além de configurar os monitores 20/20  30/30 e 40/40.
Estes monitores que normalmente são instalados no mastro abaixo da retranca que é a melhor posição para o timoneiro, o tático e o trimer visualizarem os dados. Estes monitores mudam automaticamente os dados conforme a situação de regata. Podem informar dados para a largada e logo após o sinal de largada os dados de angulo de vento real, target TWA e target boat speed conforme a realidade e sincronizada com a tabela de targets do rating do barco, mudando para vento em popa ou través depois da primeira boia. Tudo programado e automático.
O Nemesis 12 e 9, último lançamento da B&G para a mesma função dos 20/20, mas com tela gráfica colorida podendo ser montado na horizontal ou vertical e claro pode repetir tudo o que está disponível na rede NMEA 2000 e Ethernet.
Enfim o Plotter. Normalmente instalado no interior, o Zeus3S que além de plotador gráfico também é  repetidor de dados e mais uma via para programar o H5000. Este também tem WiFi proporcionando conexão com tablet assumindo totalmente o controle do Zeus3S tornando muito útil para o navegador e tático poder ter em mãos uma ferramenta que vai informar o momento certo  do bordo ou do jibe conforme a layline e a rondada do vento e tudo isso levando em conta também a corrente e a deriva.

Peça um orçamento sem compromisso. Fazemos um projeto com imagem e planilha com os equipamentos escolhidos, acrescentadas as peças e cabos para as conexões das redes NMEA 2000, Ethernet e 12V.

Também fica fácil clicar nos equipamentos de interesse e adicionar ao carrinho. Proceda como se fosse uma compra. Não se preocupe, não é um compromisso de compra.

Para quem quer começar aos poucos, considere comprar somente o Vulcan ou Zeus, sensor de vento, sensor de velocidade e a bússola, pois estes já fornecem muita informação inclusive dos angulo de vento real, angulo de vento real da tabela, velocidade do barco sobre a água e velocidade do barco sobre a água da tabela (tabela do certificado ORC cujos dados serão inseridos no Vulcan ou Zeus). Além destes dados, também tem a função da linha de largada, distancia e rumo para as boias (WPT), mostra o caminho feito na regata com o traço que muda de cor conforme a velocidade do barco ou outro dado escolhido, muito útil para rever as situações em regata.

Fico à disposição para esclarecer qualquer dúvida.

Será um prazer conversar consigo.

Caso eu não possa atender ao telemóvel de imediato, retornarei a ligação assim que possível. Também poderá ser por e-mail.

Fico no aguardo.

Velejador desde 1966.

Dieter Vogeli

918 483 305

easynavpt@gmail.com

Avaliações (0)

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Como equipar um veleiro de regata.”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *